quinta-feira, 12 de maio de 2016

As minhas pedras


As pedras do meu caminho:
algumas são demasiado grandes que não as posso mover
nem sequer carrega-las então o que fazer, tenho apenas que
as contornar.
As mais pequenas eu as levo para casa, porque todas as pedras
tem sempre muita utilidade, vou juntando uma, a uma e assim
talvez possa construir um lindo castelo.
Quem sabe um dia seja daqui por pouco ou muito tempo elas
irão ser úteis: mas tem uma desvantagem é a pedra atirada nunca
mais se consegue agarrar, a não ser que volte ao sítio de onde foi
arremessada.
Porque na lei da vida tudo volta ao seu lugar.